Relator da PEC da reforma da previdência adia entrega de relatório

O presidente da comissão que discute a reforma da previdência adiou para hoje (19), a entrega do relatório sobre o tema que estava previsto para ser lido ontem. Carlos Marun (PMDB-MS) disse que o relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA), pediu um tempo maior para finalizar a proposta, informou o FolhaPress.

A indefinição maior do relator é para definir se a nova idade mínima para as mulheres será de 62 ou 63 anos. O acordo para o adiamento envolveu o presidente Michel Temer (PMDB) e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Com a mudança, o documento será lido às 9h desta quarta-feira (19) e o adiamento não deve mudar o cronograma de votação da proposta, segundo avalia Marun. O deputado afirmou que ainda é preciso realizar novos cálculos para introduzir a mudança e que 5% do relatório ainda não está pronto. O texto incompleto foi apresentado pelo presidente Temer a deputados da base aliada em um café da manhã nesta terça-feira.

Em entrevista na noite de ontem (17), Arthur Maia disse que há chances de mudanças na idade mínima da mulher, mas que deve continuar próxima à proposta inicial que é de 65 anos. “Eu desejo que seja algo o mais próximo de 65 possível, mas estou disposto a abraçar o que for a linha média de pensamento do governo”, disse.

Michel Temer deve antecipar seu discuso em rede nacional que faria em comemoração à marca de um ano de governo para tentar angariar apoio social no tema. Uma nova campanha de TV favorável à proposta começa a ser exibida neste fim de semana em rede nacional.

http://blogdotiagomarques.com.br – Tiago Marques

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top